jusbrasil.com.br
22 de Setembro de 2021
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região TRT-2 - RECURSO ORDINÁRIO : RO 0001285-76.2013.5.02.0071 SP 00012857620135020071 A28

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
17ª TURMA
Partes
RECORRENTE(S): Carlos Alberto Falasco, RECORRIDO(S): Eli Lilly do Brasil LTDA
Publicação
06/02/2015
Julgamento
29 de Janeiro de 2015
Relator
ÁLVARO ALVES NÔGA
Documentos anexos
Inteiro TeorTRT-2_RO_00012857620135020071_45729.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

DANO EXISTENCIAL. REQUISITOS.

O reclamante não fez prova de qualquer ato praticado pela reclamada que o tenha impossibilitado de se relacionar ou conviver familiar ou socialmente, afetando suas atividades recreativas, afetivas, culturais, esportivas, espirituais e de descanso ou que o tenha impedido de realizar seus projetos de vida.
Disponível em: https://trt-2.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/202344980/recurso-ordinario-ro-12857620135020071-sp-00012857620135020071-a28

Informações relacionadas

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região
Jurisprudênciahá 6 anos

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região TRT-3 - RECURSO ORDINARIO TRABALHISTA : RO 0001055-62.2014.5.03.0106 0001055-62.2014.5.03.0106

: INDENIZAÇÃO POR DANOS EXISTENCIAIS. A reparação de danos existenciais exige comprovação do dano concreto e real às ocupações pessoais do trabalhador, a ponto de afetar sua qualidade de vida. Ao contrário do dano moral, o dano existencial não pode ser presumido.
Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região
Jurisprudênciahá 6 anos

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região TRT-3 - RECURSO ORDINARIO TRABALHISTA : RO 0001055-62.2014.5.03.0106 0001055-62.2014.5.03.0106

: INDENIZAÇÃO POR DANOS EXISTENCIAIS. A reparação de danos existenciais exige comprovação do dano concreto e real às ocupações pessoais do trabalhador, a ponto de afetar sua qualidade de vida. Ao contrário do dano moral, o dano existencial não pode ser presumido.