jusbrasil.com.br
19 de Outubro de 2021
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região TRT-2 : 1001071-30.2018.5.02.0706 SP

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
4ª Turma - Cadeira 5
Publicação
15/07/2020
Relator
IVANI CONTINI BRAMANTE
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

DANO MORAL. MORA SALARIAL REITERADA.

A mora contumaz no pagamento de salários acarreta dano moral in re ipsa, prescindindo de comprovação de sua existência. No caso, por incontroversa a mora salarial reiterada e o não recolhimento do FGTS, de rigor a condenação da reclamada a pagar indenização por dano moral. Nesse sentido, o entendimento já pacificado do C. TST. Reformo.
Disponível em: https://trt-2.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/876175748/10010713020185020706-sp

Informações relacionadas

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO DE REVISTA : RR 372-14.2014.5.02.0442

RECURSO DE REVISTA. INTERPOSIÇÃO SOB A ÉGIDE DA LEI 13.015/2014. PROCESSO ANTERIOR À LEI Nº 13.467/2017. ATRASO REITERADO NO PAGAMENTO DE SALÁRIOS. ATO ILÍCITO. DANO À PERSONALIDADE. COMPENSAÇÃO MORAL. "DAMNUM IN RE IPSA". Esta Corte Superior tem firme entendimento de que o fato de o empregado ver-se privado, ainda que …